A resposta para essa questão é (finja surpresa) depende. Depende do tipo de marca que você precisa, do tipo/tamanho do negócio que você tem, da verba/tempo que você destinou para a criação de sua marca, de quão a sério você leva o processo de concepção de uma identidade corporativa.

Existe solução para cada situação acima. Para os que não destinaram verba nem tempo ou não dão muita importância para o processo de design, existem sites como o 99designs, We Do Logos, 360 Imprimir, Smashing Logo, Criar Logo e tantos outros. Como designer de marcas e empreendedor, não condeno de forma alguma quem procura esse tipo de serviço. Enxergo esse fenômeno recente, e cada vez mais frequente, através do princípio da livre iniciativa e da livre concorrência. Não concordo apenas com os serviços que promovem um tipo de concorrência entre os designers que brigam entre si para pegar o projeto do cliente. Nesse caso quem perde a concorrência fica chupando dedo.

Ainda nesse grupo, há quem procure o tão conhecido “sobrinho” ou “micreiro” para desenhar sua marquinha. Mas o que seria de todos nós, profissionais do mercado criativo, se um dia não tivéssemos tido a oportunidade de desenhar “de grátis” a marca para o negócio de nossos parentes e amigos? Acredito que exista um designer, amador ou profissional, que preencha os requisitos exigidos em cada camada da estratificação socioeconômica.

Para os que entendem a importância estratégica de um bom design de marca, a dica é analisar portfólios de designers que apresentem consistência e foco no desenvolvimento de projetos de identidade visual. Se ele não tiver portfólio (físico ou online), acenda o sinal amarelo, a não ser que tenha recebido indicação de uma pessoa de sua confiança ou que tenha gostado muito do trabalho de um determinado profissional que fez a marca da loja de sua amiga. É no mínimo coerente que o portfólio de um designer ou estúdio especializado em projetos de identidade de marca deva apresentar a predominância desse tipo de projeto, concorda?

Um ótimo repositório de portfólios de designers gráficos de todo o mundo é o Behance, rede social gerida pela Adobe, empresa dona do famoso Photoshop. Lá você pode encontrar trabalhos tanto de profissionais freelancers, quanto de pequenos e grandes escritórios de design. Existem outras redes sociais como Dribbble, Pinterest, Facebook e Instagram que também são ótimas fontes de referências.

Para quem não tem um olho crítico em relação à qualidade de um projeto de design, mas reconhece a importância que um conjunto imagem estrategicamente desenvolvido exerce sobre um negócio, sugiro que procure o SebraeTec. Esse programa de auxílio à pequena empresa provê soluções em 6 áreas de conhecimento da inovação, além do design gráfico. Existe ainda a possibilidade de busca por indicação em sua região. 90% dos trabalhos que desenvolvo, por exemplo, advêm de indicações.

Enfim, cada negócio apresenta uma demanda específica que precisará de soluções com diferentes graus de complexidade. Para responder a cada uma delas, existirá um designer com determinado grau de experiência e especialidade. Cabe a você entender se quer apenas um desenho bonitinho ou uma marca que esteja alinhada com a sua estratégia de vendas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *